sexta-feira, 18 de setembro de 2009

OH BALHA-ME DEUS...

Jovem que não sabia que estava grávida apelou aos 'vigilantes do peso', diz tablóide

Lauren só descobriu a própria gravidez horas antes do nascimento de Lily.
Britânica tentou compensar peso ganho na gestação com dieta e exercício.

"A britânica Lauren Hannen, de 18 anos, frequentou o Vigilantes do Peso e fez exercícios para tentar emagrecer. Mas o seu probema de excesso de peso, na verdade, era devido a que ela estava grávida sem saber, segundo o tabloide "Daily Mirror".

Ela acordou de noite com dor de barriga e, duas horas depois, deu à luz a pequena Lily na sala de casa em Denbigh. Sua mãe, Melanie, ajudou no parto, ocorrido em março.

"Mamãe foi brilhante", disse Lauren sobre o parto.

"Eu nao tinha ideia de que estava grávida. Eu estava menstruando, e sempre usei camisinhas com meu namorado, Ben", disse. "Eu não tinha enjoos e não estava inchada."

Lauren afirmou que o único sinal da gravidez era um ganho de peso, mas que achou que ele era natural e começou a fazer dieta e correr para tentar emagrecer.

"Dias antes de Lily nascer, em março, mamãe me acusou de estar 'furando' a dieta", disse. "Como eu não conseguia perder tanto peso quanto ela, ela disse que eu devia estar 'roubando' batatas fritas e chocolate."

Lauren disse que seu namorado, Ben, ficou empolgado ao saber do inesperado nascimento da criança. Ela, no entanto, disse que sempre quis ter filhos, mas não agora."

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

O PESO E A GRAVIDEZ

A grávida carrega dentro de si um outro ser, no entanto a velha ideia de que tem de “comer por dois” é incorrecta e nefasta. Pelo menos três meses antes de tentar engravidar, a mulher deve aproximar-se o mais possível do peso ideal, tendo em conta a sua estatura.

Aumento de peso na gravidez

Durante a gravidez, a mulher de estatura média tende a aumentar entre nove a 12 quilos, devido a uma série de alterações que se verificam no organismo:


  • FETO – 3,2 quilos.

  • PLACENTA – 0,5 quilos.

  • LÍQUIDO AMNIÓTICO – ± 1 quilo.

  • ÚTERO – ± 1 quilo.

  • AUMENTO DO VOLUME SANGUíNEO – ± 1 quilo.

  • AUMENTO DO VOLUME DOS SEIOS – ± 1 quilo.


Feitas as contas, cerca de 7,5 quilos de aumento de peso resultam directamente da gravidez. Os restantes correspondem a gordura e líquidos que se acumulam no organismo da grávida.

Plano alimentar


Por forma a que a balança não passe a ser o seu inimigo número um, deve seguir uma dieta equilibrada e variada, com elevado teor de hidratos de carbono complexos, ricos em fibras, fruta e legumes e baixo teor de gorduras saturadas.

Este tipo de alimentação fornece as calorias e os nutrientes necessários à mãe e ao bebé, sem que a mãe adquira excesso de peso.

Deve iniciar uma dieta deste género seis ou, no mínimo, três meses antes da concepção, até porque não é aconselhável emagrecer durante a gravidez, excepto sob vigilância médica, sob pena de privar o feto de nutrientes essenciais ao seu normal desenvolvimento.


Exercício físico


É essencial que a faça um esforço para se manter em forma, antes, durante e depois da gravidez.

Na fase de planeamento da gravidez, também não deve deixar de praticar exercício físico. Andar a pé ou nadar, nem que seja só 20 minutos, por dia, é benéfico e ajuda-a a preparar-se para uma gravidez que se quer o mais saudável possível. De resto, a marcha e a natação podem (e devem) ser praticadas até ao nascimento da criança.






Artigo retirado do site PinkBlue.

sábado, 5 de setembro de 2009

19 SEMANAS



Chegámos ás 19 semanas e eu estou assim. Já cá cantam 3 kg (aaargh!) a mais, mas felizmente parecem-me estar alojados apenas na barriguita e nas boobs.

Maneiras que tenho aproveitado para usar uns decotes do tipo ay caramba. Que isto não vai durar sempre e eu não tenciono voltar a procriar (porque eu sou uma pessoa que gosta de tudo em números pares).

Sexta-feira fui ao obstetra ver o crianço. Tá todo bonito, agora que possui uma aparência humana, ao contrário do pequeno alien que habitava o meu útero há umas semanas.

Recebi os resultados do rastreio bioquímico, e as possibilidades de ter um filhote com deficiências são de 1 para 120,000. Negativo, portanto. Um dos resultados mais baixos que o obstetra já viu. Porreiro!

De resto, o pequeno inquilino do meu ventre está cada vez mais irrequieto, sendo que as joelhadas (ou cotoveladas, ou lá o que é) vão ficando cada vez mais frequentes. Até agora já consegui perceber que o moço não aprecia estradas com buracos ou lombas, nem dormir com a barriga da mãe virada para cima. Por outro lado, parece gostar de dormir de lado (pelo menos fica sugadito) e do hidratante ultra-mega-hiper-balhamedeus-enormemente-oleoso que eu coloco nas paredes de fora do seu T0 todo o santo dia (ou talvez seja do toque. Se calhar é mais isso).


E pronto. Deixo-vos o habitual copy-paste com a evolução ás 19 semanas:

O Bebé

Este é um período de intenso crescimento. Mede cerca de 20 cm dos pés à cabeça e pesa cerca de 300-320 gramas. Juntamente com o lanugo, forma-se o "vérnix caseoso" na pele do bebé. O vérnix é uma substância parecida com "requeijão cremoso" (blhec) que protege a pele do feto - imagine como iria ficar a sua pele se passasse nove meses dentro d'água! O feto tem períodos de sono e alerta intermitentes. Dorme mais ou menos por uma hora e acorda mais ou menos por uma hora. Também pode ter uma posição favorita para dormir. Os ovários do feto feminino já contêm os ovócitos primários, ou seja, todos os óvulos que a mulher terá durante toda a sua vida. O útero do feto feminino está também completamente formado. A placenta continua a crescer e a nutrir o bebé. Ela está completamente formada e cresce em diâmetro, embora não aumente em espessura.
Uma ecografia entre as semanas 18 e 22 é realizada para se fazer o rastreio do segundo trimestre. Esta ecografia é uma verificação do tamanho e peso do bebé, bem como uma análise detalhada do coração, placenta e cordão umbilical. O bebé já está grande o suficiente para permitir uma observação detalhada do seu corpo. Como é uma ecografia demorada, poderá ter a oportunidade de ver o seu bebé dar cambalhotas, chuchar o dedo ou espreguiçando-se.


A Mãe

Pode notar várias alterações na sua pele. Elas são hormônio-dependentes e vão desaparecer após o parto. Pode desenvolver a "máscara da gravidez" ou "cloasma" - manchas escuras em seu rosto, testa, nariz e queixo. Comichão na pele também é comum. A sua pele pode ressecar e descamar em algumas regiões e muitas grávidas apresentam estrias, especialmente nas regiões de maior distensão da pele. Não há como prevenir completamente as estrias, porém o uso de loções hidratantes pode ajudar. Beber bastantes líquidos e fazer alimentação saudável é muito importante para reduzir o ressecamento e a formação de estrias. (got this covered- passo a maior parte do dia besuntada com hidratantes)


E é isto. A eco morfológica é só no dia 22, e depois vem a parte chata das análises do 2º trimestre. Mas o que me chateia mesmo é o tempo que ainda falta para conhecer o mocinho. Os cães reproduzem-se em 2 meses. Os gatos em um. Não percebo o porquê de 9 (nove!) meses para os humanos. Quer-se dizer, uma pessoa assim desespera. E não me venham com a conversa de que "ai mas é tão bom tar grávida, e aproveita e blablabla" que eu respondo-vos com a lógica de "bom, bom, é poder dormir de barriga para baixo e apertar atacadores em posições decentes". Claro que é bom, mas toda a gente sabe que a razão de ser bom é precisamente sabermos que é um estado temporário. E a mim faz-me confusão não conseguir ver se as cuecas estão direitas sem um espelho.

E com isto acho que não preciso de dizer que as hormonas estão com toda a certeza a rir-se à minha custa. Irritação, teu nome é Andreia!

terça-feira, 1 de setembro de 2009

PROJECTO GABRIEL ÁS 18 SEMANAS



Bom dia, pessoas que seguem o meu blogue!
Estive de férias e com demasiada preguiça para actualizar isto, mas retorno agora o ritmo do Projecto.
Estamos com 18 semanas e esta é a minha barriga. Até que está fofucha, vá.

E retoma-se a info da evolução fetal retirada dos sites especializados, com os meus comentários a negrito:

18 Semanas

O Bebé:

O seu bebé está perto das 260 gramas (e eles sabem isto porque inserem-nos umas balanças muiiiiito pequeninas pelo útero no início da gestação. A sério. Mas obrigam-nos a ficar caladas sobre isso. A sério. Ah-ah, nã. ) e tem feições humanas completas; mede cerca de 19 cm de comprimento. As pontas dos dedos estão mais recheadas e o mecônio (as excreções do bebé) começa a acumular-se nos intestinos em movimento (blhec). Esta semana o desenvolve uma das características que lhe darão uma identidade própria e inconfundível: as impressões digitais. As camadas de gordura que se acumulam nas pontas dos dedos das mãos e dos pés converter-se-ão em distintas linhas onduladas. Já engole líquido amniótico, que passa para o estômago e os intestinos. Se é um menino, a próstata está a começar a desenvolver-se. O bebé apresenta soluços, para o desenvolvimento do diafragma (um músculo importante para a respiração); portanto, não se preocupe com esses movimentos súbitos e repetitivos (ah, pronto. É que eu já vi aquela cena do Alien e estava engatanhada com todo este movimento. Duh).

A Mãe:

Sentir tonturas e sensação de fraqueza é normal durante a gravidez (eu sofro um bocado disso). Esses sintomas não prejudicam desde que sejam passageiros. Se ocorrerem com muita frequência e de forma mais severa contacte o seu médico. "Hipotensão postural" é a pressão baixa devida a uma mudança brusca de posição e ocorre com frequência na gravidez devido à adaptação do seu sistema cardiovascular às alterações do volume sanguíneo.


Maneiras que está tudo porreirito, para além do facto de estar agora com mais 2,400 kg desde o ínicio da gravidez e me sentir uma pequena lontra de vez em quando. Começa a ser quase impossível vestir as minhas calças, portanto ando por aí de vestidotes. Sexta-feira há consulta no obstetra e vamos ver o crianço outra vez. A eco morfológica faz-se no dia 22.
Fiz o rastreio bioquímico para despistar deficiências e está tudo bem. Apanhei a vacina do tétano e oh balha-me deus que detesto agulhas. Fiz beicinho. Oh se fiz. Mas já está.



E por hoje é tudo.


Inté!